MAIRIPORÃ

Mairiporã, origem tupi-guarani, significa mairi – cidade e porã – bonita.
A praticidade de ter um local mágico a apenas 30 km da capital.
Localizada a menos de 30 minutos de SP, se destaca pelo fácil acesso e várias rotas: pela Rodovia Fernão Dias, pela Estrada Santa Inês, pela Estrada Parque da Roseira e pela Avenida Coronel Sezefredo Fagundes, acrescido da possibilidade de apreciação do turismo de contemplação.
A cidade de Mairiporã dispõe de um dos maiores patrimônios ambientais da Região Metropolitana de São Paulo. Todo o território municipal está incluído como Área de Preservação Ambiental do Sistema Cantareira (Lei Estadual nº 10.111/98).
Com aproximadamente 18 km de extensão, a Represa de Mairiporã pode ser considerada uma ótima opção de lazer.
Di Brasil Adventure propicia uma ótima oportunidade para explorar o local, tomar sol, praticar esportes aquáticos e estar em contato com a natureza.
É uma das 18 cidades integrantes da região turística do alto tietê cantareira, além de fazer parte de 14 cidades do circuito entre serras e águas.
Um dos principais atrativos turísticos são suas belezas naturais.
O Pico do Olho D’Água (ponto mais alto da cidade) com altitude de 1162 metros, encanta com sua lida paisagem, ótimo para caminhadas e mountain bike.
Pedreira Mantiqueira (Pedreira do DIB) utilizada pelos turistas e amantes de esportes de aventura para escaladas e rapel.
Ponte das 7 Quedas é uma das pontes que retém o fluxo do Rio Juqueri é um ponto muito encantador.
Os Parques Estaduais da Serra da Cantareira fazem parte do turismo de contemplação.
A Represa Paiva Castro é responsável por cerca de 60% do abastecimento da região metropolitana de São Paulo.
Mairiporã se destaca pelo seu valor ambiental, tendo sido considerado o 2º melhor clima do mundo pela Unesco.
Espaço propício para a prática de esportes de aventura como: Jet Bóia, Mountain Bike, Esportes Náuticos (caiaque e stand up paddle), entre outros.
Contemplar sua bela natureza faz parte do dia a dia, por isso é considerada “O Paraíso ao pé da Serra”.